Violência: uma pessoa é assassinada a cada 4 horas em Salvador e RMS

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Joilson Viana Nascimento, Pedro Cruz Nogueira, Gilson Arlindo da Silva, Elinalva Martins dos Santos... A imensa lista, que parece de chamada, em vez de presença, contabiliza mortos. Assassinados. Na sua, na nossa cidade. Só este ano. Os nomes da triste relação vão passando e é como se, a cada linha, se ouvissem os tiros, as facadas, os gritos de pânico. Uma, duas, três... Mil vezes.

Ao ser assassinado ontem, Wesley Morais Oliveira, 23 anos, passou a ocupar a milésima linha da relação de mortos por homicídio em 2011, em Salvador e Região Metropolitana (RMS), segundo boletim diário disponibilizado pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) desde 17 de janeiro.

O corpo de Wesley foi encontrado com perfurações de bala na cabeça, mão e axila esquerda, na 1ª Travessa Luciano Gomes do Jardim Cajazeiras, em Pau da Lima. O CORREIO coletou os dados da SSP, analisou-os dia a dia e produziu uma série que começa a ser publicada hoje.

estatísticas No estudo, constata-se que, em média, uma pessoa é assassinada a cada 4 horas e 12 minutos em Salvador e RMS, que 90% dos mortos são homens, que a região recordista em assassinatos é o Subúrbio Ferroviário e que o dia da semana mais violento é o domingo.

Entre os cinco dias com mais mortes no ano, quatro são de fim de semana. O mês com mais mortes é maio, mas fevereiro tem média diária mais alta - 6,54 assassinatos/dia. As vítimas têm aproximadamente 28 anos, em média, e a lista de mortos inclui ainda 67 menores de idade e 10 idosos.

A relação nominal dos primeiros 16 dias do ano foi solicitada à SSP, mas o pedido não foi atendido. Em balanço mensal, a Secretaria informa que em janeiro morreram 179 pessoas. Descontando desse número as 87 mortes da lista nominal divulgada desde 17 de janeiro no site da SSP (www.ssp.ba.gov.br), somam-se, então, mais 92 pessoas mortas.

0 COMENTÁRIOS:

 
Informe Geral Itabuna © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot