Apesar de venda, Vasco terá percentual de direitos de Luan

Na negociação que levará Luan para o Palmeiras, o Vasco vai manter parte dos direitos econômicos do jogador. O percentual não foi revelado pelo clube, mas internamente é tratado como algo interessante e que pode gerar lucro numa futura venda do defensor. 

Atualmente, Vasco tem 55% dos direitos de Luan – o restante é dividido entre o jogador e seu empresário. O Palmeiras vai pagar R$ 10 milhões, divididos em cinco parcelas, para contar com o zagueiro. O valor é bancado pela Crefisa, patrocinadora alviverde – na compra de Borja, por exemplo, o Atlético Nacional também manteve um percentual. 

Num programa de rádio na Internet, o vice-presidente do Conselho Deliberativo do Vasco, Sérgio Frias, confirmou a intenção do clube de manter percentual dos direitos de Luan e deu detalhes do negócio:

- O Vasco tem 55% dos direitos econômicos de Luan, e ele tem 45%. Isso (divisão de direitos) foi feito lá atrás, na outra gestão. O que o Vasco busca é uma proteção futura. Como se dará essa proteção futura? Se dará com o Vasco não fazendo com que todo valor percentual (vendido) do atleta seja dado nessa negociação do clube com o Palmeiras. Ou seja, parte desses valores ele recebe, e ele mantém percentual para futura negociação pelo Palmeiras – explicou Frias. 

Comentários