CBF determina que clássicos Ba-Vi tenham torcida única em Salvador

Bahia e Vitória se posicionaram contra a torcida única, rejeitaram recomendação do Ministério Público, mas terão que ceder à determinação da CBF. Na noite desta terça-feira, o Tricolor divulgou nota oficial na qual informa ter recebido um ofício da Diretoria de Competições da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), que informa que os próximos clássicos Ba-Vi têm de ser realizados com torcida única, sem venda de ingressos para a torcida visitante.

No texto, o clube destaca que vai cumprir a determinação, mas continuará tentando mudar esse cenário, por meio das medidas cabíveis. Como já estavam à venda ingressos para os tricolores para o clássico desta quinta-feira, que será realizado no Barradão, o Bahia informa que vai trabalhar para devolver o dinheiro dos torcedores que compraram entradas para esta partida.

Em circular enviada ao Bahia, a Federação Bahiana de Futebol (FBF) diz que é contrária à torcida única, mas pede que a recomendação seja cumprida, por prudência. Segundo o texto, caso haja nova rejeição, a questão pode ir parar na justiça [clique aqui para acessar a circular, que foi disponibilizada pelo Esporte Clube Bahia].

- Queremos deixar clara, mais uma vez, a posição da Federação Bahiana de Futebol contra a torcida única, assim como que por força do artigo 21 do Estatuto do Torcedor, a FBF não tem o poder de determinar aos clubes o cumprimento da referida recomendação. Todavia, a FBF se posiciona no sentido de que, por prudência, a recomendação seja cumprida, mesmo porque o descumprimento certamente desencadeará a judicialização do assunto, que será extremamente prejudicial ao futebol baiano. Esta sugestão fica ainda mais consistente, diante do posicionamento da CBF - diz o ofício da Federação.

Em circular, FBF se diz contra torcida única, mas recomenda cumprimento da determinação.

Confira abaixo a nota publicada pelo Bahia
"O Esporte Clube Bahia comunica à Nação Tricolor ter recebido ofício da Diretoria de Competições da CBF, na noite desta terça-feira (25), informando que os próximos clássicos Ba-Vis precisam ser realizados com presença de uma única torcida, sem venda de ingresso para os torcedores do clube visitante. A decisão da Confederação Brasileira de Futebol atende à recomendação n° 01/2017 encaminhada pelo Ministério Público da Bahia, no último dia 19, à Federação Bahiana de Futebol. O Esporte Clube Bahia cumprirá a determinação, sem prejuízo de possíveis medidas cabíveis junto aos órgãos competentes, com objetivo de mudar esse cenário, conforme entendimento já exposto. Ademais, trabalhará para resolver a questão da devolução do dinheiro de todos os tricolores que compraram bilhete para o jogo desta quinta-feira (27), no Barradão, pelas semifinais da Copa do Nordeste".

Entenda o caso
O imbróglio acontece depois das confusões registradas no primeiro Ba-Vi do ano, realizado em 9 de abril, com torcida mista. Antes da partida, houve briga entre membros de organizadas do lado de fora da Arena Fonte Nova. No setor de torcida mista da arquibancada, não houve ocorrências de violência ou confusão. Após o confronto, um torcedor do Bahia foi morto e outro foi baleado em um posto de gasolina próximo ao estádio.

Devido às ocorrências, o Ministério Público recomendou, na última segunda-feira, que os próximos clássicos fossem realizados com torcida única. A recomendação, no entanto, foi rejeitada pelo Tricolor e pelo Rubro-Negro, que já haviam se manifestado contrariamente à medida, sob o argumento de que a violência não é um problema gerado pelo futebol, mas pela crise da segurança pública.


Nos próximos onze dias, serão realizados quatro Ba-Vi's: dois pelas semifinais da Copa do Nordeste e dois pelas finais do Baianão. O primeiro da série será nesta quinta, no Barradão; o jogo de volta será na Arena Fonte Nova, no domingo. A decisão do estadual está marcada para os dias 3 e 7 de maio, na Fonte Nova e no Barradão, respectivamente.

Comentários