Prisões em flagrante garantem tranquilidade em Valença

Um dos destinos mais procurados da Costa do Dendê, o município de Valença, distante 272 km de Salvador, teve resultados significativos no ano de 2016, que devem refletir em um ano muito mais tranquilo para baianos e turistas em 2017. Números oficiais apontam o aumento de 1633,3% nas prisões em flagrantes em 2016, comparado a 2015, e 5400,0% nos mandados de prisão cumpridos.

Foram 104 prisões em flagrante, enquanto em 2015, somente seis pessoas foram autuadas. Ainda em 2016, 55 mandados de prisão cumpridos foram cumpridos, contra apenas um caso de 2015.

Os resultados são decorrentes de ações conjuntas realizadas pelas polícias Civil e Militar, que têm como principal alvo, o combate ao tráfico de drogas , reduzindo assim, os índices de homicídios, latrocínios e vítimas de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI) na região.

"Continuaremos focados no combate ao tráfico, na desarticulação de quadrilhas e nas prisões de homicidas e ladrões " , afirmou o coordenador da 5ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Valença), delegado José Raimundo Neri Pinto, acrescentando que "a intenção é dimunir a criminalidade". No final do ano passado, a unidade recebeu o reforço de dois delegados, dois escrivães e 13 investigadores. O aumento do efetivo deve melhorar ainda mais a produtividade da coordenadoria.

De acordo com o subcomandante da 33ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Valença), capitão Cleiton Carvalho dos Santos, a parceria com a Polícia Civil, tem facilitado a apreensão dos criminosos que atuam naquela localidade. "Quando a CIPM é acionada para alguma ocorrência, investigadores nos acompanham, justamente para a população saber que as polícias, juntas, têm total interesse em prender os autores e acabar com a sensação de impunidade", declarou Carvalho. Lembrou também que a frota da unidade foi renovada com 11 veículos 0 Km.

Comentários