Vitória se livra de condenação e Internacional terá de pagar multa ao clube baiano

O Esporte Clube Vitória foi inocentado no processo que envolvia a transferência do zagueiro Victor Ramos, no ano passado, e não corre mais risco de ser rebaixado no tapetão. A decisão de encerrar e arquivar o processo foi anunciada na manhã desta quinta-feira (6), e foi comemorada pelo clube.

De quebra, o Leão ainda receberá uma indenização do Internacional, que levou o processo ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) sobre o "Caso Victor Ramos" em Lausanne, na Suíça, de onde o diretor jurídico do Vitória, Augusto Vasconcelos, anunciou a decisão.

“Acaba de sair decisão do Tribunal Arbitral do Esporte sobre o 'Caso Victor Ramos' em Lausanne, na Suiça, e ela foi 100% favorável ao Esporte Clube Vitória. O TAS decidiu que não há jurisdição para o tribunal, entende que o pedido do Internacional deve ser INDEFERIDO, e o time gaúcho ainda terá que pagar multa ao rubro-negro baiano e à CBF. O VITÓRIA, PORTANTO, É SÉRIE A!!! Vitória em campo e fora dele”, postou o clube, nas redes sociais, parabenizando a atuação do setor jurídico.

O Inter alegava que a regularização de Victor Ramos na Série A do ano passado foi feita de maneira irregular, já que ele pertencia ao Monterrey, do México, quando foi emprestado ao Vitória e o seu registro teria sido feito nos moldes de uma transferência nacional.

Com a decisão da Corte Arbitral, além de ter de disputar a Série B pela primeira vez na sua história, o Colorado terá de pagar multa de 12 mil francos suíços ao Vitória, o clube gaúcho ainda terá de pagar, na mesma moeda, 8 mil à CBF e mais 50 mil ao TAS. 

Comentários