Polícia registra 14 mortes em Salvador e RMS apenas no domingo

Em apenas um dia, Salvador e Região Metropolitana registraram 14 homicídios. No domingo (29), 12 pessoas foram assassinadas na capital baiana, segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA). Outros dois homicídios foram registrados em Dias D'Ávila e Simões Filhos, municípios da Região Metropolitana de Salvador. Todas as vítimas foram homens, entre 17 e 33 anos. 

De acordo com dados divulgados pelo boletim diário de homicídios da SSP-BA, este é o maior número de assassinatos registrados em apenas um único dia este ano - o mesmo número já foi registrado no dia 23 de janeiro.

Na capital, os crimes aconteceram nos bairros de Pau da Lima, Sussuarana, Praia Grande, Paripe, Granjas Rurais, Alto de Coutos, Águas Claras, São Caetano, Curuzu, Jardim Santo Inácio e Marechal Rondon. Joadson Santos Santana, 27 anos, foi a primeira vítima. Ele foi morto com golpes de faca nas costas e tiros na nuca e no tórax. O assassinato aconteceu na rua Santa Luzia, em Pau da Lima, por volta das 11h30. 

A vítima mais jovem tinha 17 anos e foi morta na Rua Vicente Celestino, por volta das 19h30, em Marechal Rondon. O adolescente foi baleado nas costas e na cabeça e morreu no local do crime. Apenas uma das vítimas não foi identificada ainda. O homem foi assassinado na Rua do Progresso, no bairro do Curuzu, por volta das 22h.

Em Simões Filho, Jonatan Souza dos Santos, 19, foi morto no Povoado de Alegre, por volta das 20h30. Já em Dias D'Ávila, a vítima foi identificada como Sandro Alex de Souza. O crime aconteceu na comunidade da Argila, na entrada do distrito de Leandrinho, por volta das 9h.

Duplo homicídio
No bairro de Praia Grande, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, os policiais registraram um duplo homicídio. Paulo Vinicius dos Santos Souza e Leonardo da Paixão Silva, ambos de 19 anos, foram executados no início da tarde de domingo, na Rua da Colombina, próximo ao cemitério de Periperi. Paulo levou tiros na cabeça, ombro e abdômen. Já Leonardo foi atingido na nuca e no tórax.

Policiais da 18ª Companhia Independente de Policia Militar (CIPM/Periperi) estiveram no local, mas quando a guarnição chegou, os dois jovens estavam mortos. A motivação e autoria dos crimes estão sendo investigadas pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O CORREIO procurou a SSP-BA, que não quis comentar os números.

Comentários