Hospital funciona em setembro; ponte, ano que vem; obra de saneamento do Pontal é retomada

O Hospital Regional Costa do Cacau começa a funcionar no próximo mês de setembro. E a primeira ponte estaiada da Bahia, a Ilhéus-Pontal, ficará pronta no ano que vem. As confirmações foram feitas ontem (28) ao prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, pelo governador Rui Costa.

Ao participar, ao lado de diversas autoridades políticas da Bahia, das comemorações alusivas aos 483 anos de fundação de Ilhéus, o governador também anunciou a retomada do projeto de saneamento básico da zona sul de Ilhéus e disse que até dezembro também quer estar de volta a Ilhéus para anunciar a retomada do projeto de construção de Ferrovia de Integração Oeste-Leste e da construção do Porto Sul.

Novo caminho - Sobre o projeto de duplicação da rodovia Ilhéus-Itabuna, Rui Costa garantiu que a licitação já foi feita, o contrato foi assinado e aguarda apenas a liberação por parte do Tribunal de Contas da União (TCU) para iniciar a obra. “Ilhéus tem um novo caminho a percorrer e entrar definitivamente em um novo patamar de desenvolvimento. São intervenções que se completam e se integram pelo bem da cidade, que é singular na Bahia”, disse Rui Costa.

O governador foi demoradamente aplaudido de pé, no Teatro Municipal, ao receber a medalha da Ordem do Mérito de São Jorge dos Ilhéus, a mais importante comenda oferecida pelo município, pelos serviços prestados. Ao ato, estiveram presentes secretários de Estado; o presidente da Assembleia Legislativa, Ângelo Coronel; deputados federais e estaduais, prefeitos do sul e do sertão da Bahia, vereadores e autoridades civis e militares. “Estou orgulhoso com a homenagem”, disse o governador, emocionado.

Para o prefeito Mário Alexandre, a homenagem faz justiça a um governador que soube dar, de verdade, a Ilhéus obras de grande porte que mudarão os rumos da cidade. “A sua alegria, Mário, traz de volta ao povo de Ilhéus o sentimento da positividade. Sinto que a cidade está mais confiante”, devolveu o governador.

Hospital Costa do Cacau – A parte estrutural está pronta. O empreendimento entrou na fase de montagem de equipamentos. Fica localizado na rodovia Ilhéus-Itabuna, no bairro Banco da Vitória, próximo a dois grandes condomínios populares. A área construída é de 17.500 metros quadrados, mas o projeto foi pensado visando uma futura expansão. Por isso, a área total do empreendimento é e 55 mil metros quadrados. O novo hospital terá ortopedia, cardiologia e 30 leitos de UTI já na primeira etapa. Oito salas para cirurgias simultâneas e 180 leitos para internação. Pela primeira vez o serviço de cardiologia do Estado será implantado em uma cidade do interior com cirurgia cardíaca para atender a toda a região sul. Para uma futura etapa de ampliação estão previstos mais 120 leitos.

Nova Ponte – Previsão de entrega em 2018. Será a primeira ponte estaiada da Bahia e um novo cartão postal de Ilhéus. A nova ponte terá passeio, canteiro central, pistas duplas nos dois sentidos e uma ciclovia. O conjunto da obra inclui 2,2 quilômetros de rodovia, que se encerrarão ao lado da Catedral de São Sebastião, ao norte, e do Hotel Opaba, ao sul. Será uma formatação mais moderna, valorizando ainda mais as belezas da Baía do Pontal, e beneficiará mais de 510 mil habitantes dos municípios de Ilhéus, Itabuna, Una, Canavieiras, Buerarema, Itacaré e Uruçuca, além de favorecer o turismo na região.

Saneamento Básico – A obra paralisada em 2016 já foi retomada. Com um investimento de 50 milhões de reais, a previsão de conclusão é de dois anos. É uma reivindicação de mais de 20 anos e, quando concluída, vai proporcionar cerca de 7.400 ligações, com benefícios para uma população de aproximadamente 40 mil pessoas, nos bairros Pontal, Jardim Pontal, Sapetinga, São Francisco, Hernani Sá, Nossa Senhora da Vitória e Nelson Costa. 

Duplicação da BR 415 – Uma das mais importantes rodovias baianas, a duplicação da Jorge Amado está com licitação feita, com contrato assinado e pronta para começar. Aguarda apenas um parecer do Tribunal de Contas da União. De acordo com o governador Rui Costa, o DNIT estimou o custo da obra em 109 milhões. Na avaliação do TCU, a obra deveria ser executada por 107 milhões. No entanto, o governo da Bahia licitou o empreendimento por 105 milhões. Ou seja: 4 milhões a menos que o estimado pelo DNIT e 2 milhões a menos que o determinado pelo TCU. “Nossos técnicos estão acompanhando diariamente o processo de liberação para começarmos”, assegurou Rui em conversa com o prefeito Mário Alexandre.

Complexo Intermodal – O governo da Bahia assinou, na China, um protocolo de intenção. A proposta aprovada é para construir um “tripé” de investimentos, com a retomada da construção da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), o Porto Sul e uma mineradora baiana. “Está se materializando e, em breve, iremos começar fisicamente as obras do porto sul. A Fiol deve ser retomada também em dezembro deste ano”, assegura Rui Costa.

Comentários