Morre, aos 61 anos, diretor de futebol do Atlético-MG e ex-Cruzeiro

Faleceu na manhã desta quinta-feira o diretor de futebol do Atlético-MG, Eduardo Maluf. Ele, que completou 61 anos no último dia 20 de maio, lutava contra um câncer de estômago e estava afastado das atividades desde o primeiro semestre de 2016 para dar início ao tratamento intensivo de quimioterapia. Reapareceu na Cidade do Galo em janeiro deste ano, bem mais magro, depois de oito meses longe do clube. Mas sequer teve tempo de estrear a sala nova que ganhou no centro de treinamentos.

Maluf foi goleiro e começou a carreira como dirigente no Valério, de Itabira. Ganhou destaque como diretor do Cruzeiro - era dirigente na época da Tríplice Coroa (2003). Teve uma passagem curta pelo Atlético-MG, mas regressou à Toca da Raposa. Em 2010, retornou ao Galo, onde comemorou quatro campeonatos mineiros (2012,2013,2015,2017), a Copa Libertadores (2013), a Recopa Sul-Americana (2014) e a Copa do Brasil (2014).

Maluf era casado e deixou quatro filhos. O Atlético-MG ainda não divulgou informações sobre velório e sepultamento. O clube cancelou o treino desta tarde, na Cidade do Galo, e divulgou nota lamentando o falecimento:

- O Atlético lamenta profundamente o falecimento do nosso amigo e companheiro Eduardo Maluf, que lutava bravamente contra um adversário implacável, com garra e determinação, como convém aos grandes guerreiros. O clube se solidariza aos familiares do dirigente pela perda inestimável e decreta luto oficial de três dias.

Comentários