Almiro Sena se entrega à Justiça

O promotor público e ex-secretário estadual de Justiça e Cidadania Almiro Sena se apresentou na tarde desta quarta-feira na sede da Justiça Federal, em Salvador. Ele teve a prisão decretada pelo desembargador Mário Alberto Simões Hirs, do Tribunal de Justiça da Bahia, a pedido da procuradoria-geral do Ministério Público do Estado. 

Almiro Sena é acusado de assediar sexualmente funcionárias da Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania. O promotor responde, desde 2014, a uma ação penal por assédio sexual enquanto ocupava o cargo. A prisão preventiva foi solicitada pelo Ministério Público após várias tentativas de intimação do acusado. 

Ele não foi localizado no endereço residencial, que tinha placa de aluga-se". Na decisão, o magistrado afirma que “o réu é pessoa dotada de recursos intelectuais e financeiros capazes de garantir a sua evasão prolongada, o que acaba por obstar a adequada marcha processual”.

Comentários