Em vídeo, mulher obriga suposta amante do marido a andar de cabeça raspada e nua

Uma mulher é suspeita de sequestrar uma jovem de 18 anos e obrigá-la a andar de carro pelas ruas de Barretos, São Paulo, completamente nua e com a cabeça e sobrancelhas raspadas. Segundo o G1, a atitude seria motivada porque a jovem teria um relacionamento extraconjugal com o marido da suspeita. A mulher foi intimada para prestar depoimento mas não compareceu. O marido dela está preso no Centro de Detenção Provisória de Taiúva (SP).

O caso foi em junho, mas só ganhou repercussão depois que o vídeo circulou pelas redes sociais e aplicativos de mensagens. A mulher aparece nas imagens dirigindo o carro, com a jovem nua no banco do passageiro, cobrindo as partes íntimas com as mãos.  “Ainda bem que você não quer ele. Ele pode ficar com qualquer uma, menos com você, porque você é tirada da favela. Apesar de que ele também, né?! Dois tirados da favela não dá nada”, diz a suspeita. 

Depois, a mulher estaciona e pede para uma amiga, que estava no banco de trás gravando tudo, descer para comprar um aparelho de barbear. Com ele, a suspeita raspa a sobrancelha da vítima. A cabeça da jovem já estava raspada. 

A Delegacia de Defesa da Mulher de Barretos apura o caso. A suspeita pode responder por sequestro e cárcere privado qualificados. O vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil de Barretos afirmou que a suspeita pode ainda responder por tortura e lesão corporal. "Foi uma crueldade, uma barbaridade. Chega a ser nojento. Se fosse com um animal já teria gerado revolta", disse ele ao Uol. Para a presidente da Comissão da Mulher da OAB, Fernanda Morato, a acusada agiu de modo premeditado. "O que mais me chocou foi a crueldade com que ela praticou o ato. Foi uma situação pensada, não foi num momento de fúria. Ela humilhou a menina com uma agressão que vai marcá-la pelo resto da vida dela".

A OAB de Barretos fará na semana que vem um ato de repúdio à violência contra a mulher.

Comentários