ILHÉUS: Sesau intensifica ações de combate ao mosquito da dengue

A Prefeitura de Ilhéus, por meio da secretaria municipal de Saúde (Sesau), intensifica as ações de combate ao mosquito da dengue. A medida visa realizar um trabalho permanente e de caráter preventivo, visando eliminar os criadouros potenciais para o mosquito Aedes aegypti no município.

Nos próximos dias, estão previstos mutirões nos bairros Nelson Costa e Nossa Senhora da Vitória,  ambos localizados na zona sul da cidade. A proposta visa reduzir os índices de infestação nestas localidades. Uma equipe de Saúde e Educação realiza palestras nas escolas, orienta crianças e adolescentes e engaja os educadores na responsabilidade do combate ao mosquito.

Integrada a esse trabalho, uma equipe de Bloqueio de Casos de dengue, chikungunya, zika vírus e microcefalia, é notificada pela Vigilância Epidemiológica. Também são coletados pneus velhos que se encontram nas ruas, oficinas mecânicas e terrenos baldios.
O coordenador de Endemias da Sesau, Roberto Reis, acredita que o trabalho de combate do órgão associado à mobilização e sensibilização da população desempenha um papel importante no controle do mosquito vetor. “A ação intensiva visa ampliar a vigilância e eliminar os focos encontrados, principalmente em áreas internas ou próximas de estabelecimentos residenciais e comerciais”, completou.

Cuidados e Prevenção – É preciso que a população participe ativamente do combate ao mosquito. Para isso, alguns cuidados simples são fundamentais para evitar a proliferação do “Aedes aegypti”, entre eles, cobrir caixas d’água, cisternas, poços, lajes e calhas; evitar o entupimento de calhas; vedar com cimento os cacos de vidro colocados nos muros e não deixar pneus e demais objetos expostos ao tempo para não permitir o acúmulo de água.

Nas piscinas, deve-se usar cloro, limpando-as com frequência e cobrindo-as quando não estiverem sendo usadas. Outras atitudes importantes são: limpar as bandejas externas de aparelhos de ar condicionado e geladeiras; esvaziar garrafas, bacias, latas e recipientes guardando-os em locais fechados; lavar os pratos de vasos de plantas, colocando areia até a borda, evitando assim que espécies, como as bromélias acumulem água e atraiam o mosquito.

Disque Denúncia – A sociedade pode ajudar também denunciar locais com condições ideais para a proliferação do “Aedes Aegypti”. Para isso, basta informar à Coordenação de Endemias o endereço residencial ou comercial abandonado em Ilhéus. O telefone é (73) 3234 2031

Comentários