Médico que teve áudio vazado pede demissão do Vitória

O gerente médico do Vitória, Gilson Meirelles, também decidiu deixar o clube. Após ter um áudio vazado, em que criticava a contratação de Carlos Eduardo e fez duras críticas a Cleiton Xavier, o profissional deu entrada no pedido de desligamento do clube, o que ocorreu nesta quinta-feira (20).

"Saí do Vitória. Foi uma renúncia. Depois do áudio vazado, eu tomei essa decisão, e os trâmites acabaram agora. Deleguei o cargo da gerência médica para que algum dos componentes médicos do clube, entre os ortopedistas, assuma. Desde a chegada de Pet, eu já não sou mais diretor, não tenho cargo estatutário. Eu era gerente não remunerado. Então, agora alguém vai assumir esse cargo. Foi muito desgaste após aqueles áudios e eu não trabalho  mais do clube", disse ao CORREIO.

Comentários