Palocci abre o jogo e diz que metade dos contratos da sua empresa era fraude

O ex-ministro Antônio Palocci fez relatos decisivos em sua negociação para fechar o acordo de delação premiada. De acordo com o site O Antagonista, o ex-auxiliar de Lula confessou que mais da metade dos contratos de sua empresa de consultoria eram fraudados para embutir o pagamento de propinas.

Até aqui, os procuradores da Lava Jato diziam Palocci não apresentava provas documentais de seus crimes.

Com a entrada da própria empresa de consultoria no circuito, a questão é resolvida, uma vez que os pagamentos das empresas e os contratos fraudados estão todos registrados.

Comentários