Presidente do Sport ameaça acionar Justiça caso Diego Souza não retorne ao clube

O presidente do Sport, Arnaldo Barros, disse nesta segunda-feira que confia no retorno do atacante Diego Souza ao clube após pedir dispensa e não viajar com o elenco para enfrentar o Coritiba, pelo Campeonato Brasileiro. Segundo o dirigente, o clube confia no desejo de permanência do jogador apesar do interesse do Palmeiras e pensa em acionar a Justiça caso ele não se reapresente.

"Temos a esperança de que ele retorne logo. Se por acaso não retornar, vamos procurar os meios jurídicos e administrativos existentes para que se manifeste. Sabemos como tratar as questões, os interesses do Sport sempre serão preservados", afirmou Arnaldo Barros em entrevista à rádio Jornal, do Recife. No último sábado, Diego Souza pediu para não viajar ao Paraná para cuidar de problemas pessoais.

Se entrasse em campo no estádio Couto Pereira nesta segunda-feira, Diego Souza completaria o sétimo jogo no Brasileirão pelo Sport e, assim, tornaria inviável a transferência para o Palmeiras, clube que tem procurado se reforçar com o atacante nas últimas semanas. "Ele disse que teve um problema sério e precisou viajar na madrugada ao Rio. Nós não vemos até agora nenhum motivo para não acreditar nas palavras do nosso atleta, que tem abertura e canal com todos os dirigentes e com a presidência", afirmou Arnaldo Barros.

O dirigente explicou que Diego Souza deve continuar no Sport por se sentir à vontade no clube. "Acreditamos no atleta, que tem contrato até dezembro de 2018, com possibilidade de estender até 2019. Estamos conversando sobre esta extensão, não fechamos ainda, estamos na fase de propostas, visando a extensão. Não tem negociação com o Palmeiras", disse.

Comentários