Homem é morto a tiros no final de linha do Vale das Pedrinhas; ônibus seguem sem circular na região

Um homem de 48 anos foi morto a tiros no final de linha do bairro Vale das Pedrinhas, na madrugada desta segunda-feira (9). A região já estava com a circulação de ônibus comprometida desde o sábado (7) após coletivos serem queimados na região.

O Sindicato dos Rodoviários analisava a possibilidade de retomar o serviço na manhã desta segunda-feira, mas recuou diante do crime.

A vítima foi identificada como Dênisson Maciel Menezes. A motivação e autoria são desconhecidas e serão investigadas pela 1ª Delegacia de Homicídios (DH).

Segundo nota da Polícia Militar, um morador ouviu tiros na Rua Gilberto Maltez e, ao sair de casa, avistou a vítima caída ao solo, sem sinais vitais. Depois de acionada, uma equipe da Companhia de Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) chegou ao local e constatou o crime.

A Companhia de Patrulhamento Tático Móvel (Patamo), a Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT)/Rondesp Atlântico e a 40ª Companhia Indendepente de Polícia Militar (CIPM) continuam intensificando o policiamento na região do Nordeste de Amaralina nesta segunda-feira.

Ataque a ônibus
O diretor do Sindicato dos Rodoviários Daniel Mota diz que ainda não há previsão de quando a circulação de ônibus será retomada. "A gente pensou em voltar, mas avaliou com a morte dessa pessoa e recuou. Agora a gente está avaliando a situação", contou.

Além do Vale das Pedrinhas, os ônibus também não entram nos bairros de Santa Cruz e Nordeste de Amaralina na manhã desta segunda-feira.

No caso do Nordeste de Amaralina, o ponto final está sendo feito na Avenida Manoel Dias (Pituba). Os coletivos que tinham como destino a Santa Cruz, fazem parada no Parque da Cidade. Já os ônibus com direção ao Vale das Pedrinhas vão até a Rua do Canal, no bairro do Rio Vermelho.

Comentários