Justiça suspende liminar e mantém cassação de prefeito de Jaguarari

O Tribunal de Justiça decidiu, nesta terça-feira (3), suspender a liminar que cancelou a cassação do prefeito de Jaguarari, Everton Rocha (PSDB), e o gestor foi novamente retirado do cargo. O vice, Fabricio Santana D’agostino (DEM) volta a assumir a prefeitura. A decisão foi do presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Gesivaldo Britto.

A sentença de suspensão da cassação do mandato do prefeito de Jaguarari, Everton Rocha (PSDB), foi do juiz João Batista de Alcântara Filho, do plantão judiciário de segundo grau, no sábado (31).

Caso
Ele foi cassado em sessão da Câmara Municipal na quinta-feira (29). O prefeito é acusado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) de crime político-administrativo em uma denúncia encaminhada pelo ex-vice-prefeito de Jaguarari. Ele já havia sido cassado em uma sessão no mês de fevereiro, mas conseguiu permanecer no cargo por conta de uma liminar.

O prefeito foi cassado em uma sessão realizada em 21 de fevereiro, mas conseguiu permanecer no cargo devido a uma liminar expedida pelo desembargador Roberto Frank, que também anulou a decisão dos vereadores.

Everton Rocha disse que confia na Justiça e que é inadmissível perder o mandato por conta de perseguição política, com denúncias absurdas.

Comentários