Por arbitragem 'vergonhosa' contra o Corinthians, Independiente ameaça até deixar Libertadores

O Independiente ainda não se conformou com o gol anulado na derrota por 1 a 0 para o Corinthians na última quarta-feira. O secretário-geral do clube argentino, Yoyo Maldonado, ameaçou, inclusive, deixar de disputar a Copa Libertadores, por uma “mão negra que quer prejudicar” sua equipe.

O dirigente reclamou também da arbitragem na Recopa, torneio em que o Independiente perdeu o título para o Grêmio e contou com auxílio do árbitro de vídeo.

“Vamos viajar ao Paraguai para falar com a comissão de arbitragem da Conmebol. Nos estão prejudicando, já aconteceu contra o Grêmio, porque o VAR esteve contra nós. O de quarta foi vergonhoso, teriam que ter nos dado os pontos. Não foi uma catástrofe somente porque as pessoas se contiveram”, disse, em referência aos torcedores no estádio Libertadores de América.

“Se voltam a acontecer coisas como essa não sei se vamos seguir jogando as Copas. Há uma mão negra que quer prejudicar o Independiente. Essas coisas te levam a refletir”, completou.

A derrota para o Corinthians deixou o Independiente na terceira colocação do grupo 7 da Libertadores, com três pontos, enquanto os brasileiros foram a sete na liderança. O Millonarios, da Colômbia, é o segundo colocado da chave, com quatro.

“Lutaremos até o final. Este elenco tem uma atitude de valor. Estão focados em lutar contra tudo”, completou Maldonado, insatisfeito ainda com arbitragem argentina – no final de semana anterior, o time venceu o Boca Juniors, que saiu reclamando de um pênalti não marcado.

“Na jogada do último domingo, Verón (jogador do Independiente) não toca a bola com a mão, e o árbitro foi rebaixado de divisão por não favorecer ao Boca. Os clubes prejudicados temos que tomar medidas, é um caminho muito ruim que faz muito mal ao futebol.”

Comentários