Suspeitos de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro são presos com armamento de guerra e R$ 25 mil

Ao todo, 13 pessoas foram presas durante a operação "Banzeiro", na quarta-feira (4). A ação tinha o objetivo de combater o transporte de entorpecentes do município de Tabatinga até Manaus. A quadrilha é suspeita de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro de estabelecimentos como salão de beleza, restaurantes e distribuidora de bebidas.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), R$ 25 mil e armamento restrito das Forças Armadas, que pode disparar 600 tiros por minuto e é capaz de abater aviões, foram apreendidos com os suspeitos.

Durante a operação, a polícia cumpriu 16 mandados de busca e apreensão, além de 14 bloqueios judiciais de contas bancárias utilizadas pela organização criminosa. Com o bloqueio das contas, imóveis e veículos resgatados durante a operação, a secretaria estima que a organização movimentou um montante de R$ 2,2 milhões.
Dois mandados de prisão foram cumpridos dentro do sistema prisional. Uma pessoa foi presa em flagrante, 10 foram presos em mandado de prisão preventiva e dois por prisão temporária.

De acordo com o secretário de inteligência da SSP-AM, Herbert Lopes, o trabalho de investigação iniciou há seis meses.

O grupo lavava dinheiro em salões de beleza, restaurantes, distribuidoras de bebidas e outros estabelecimentos comerciais, segundo a polícia.

“A organização dissimulava o dinheiro oriundo desse transporte em contas bancárias, estabelecimentos comerciais”, afirmou Lopes.
Envolvidos
Além dos 13 presos, outras 11 pessoas foram conduzidas a prestar esclarecimentos, segundo a SSP.

“Ainda estamos investigando algumas pessoas que disponibilizavam suas contas para que o dinheiro dessa organização criminosa fosse transitado até chegar nas mãos dos traficantes e as investigações continuam”, disse Lopes.

Transporte da droga
O grupo costumava utilizar diversos mecanismos para esconder o transporte de entorpecentes até Manaus.

Segundo a SSP, eram utilizados barcos pesqueiros e balsas que levam botijas de gás até a capital. Logo após, a droga era transportada para outros estados do país.

A maioria dos presos é composta por pessoas que moram nos municípios que fazem parte da rota do tráfico.

Armamento de guerra
Durante a operação, foram apreendidos dois revólveres calibre 38, uma pistola 380 com numeração raspada, um rifle calibre 44, diversas munições, três carros, uma lancha, além de outros veículos e embarcações, uma motocicleta e uma quantia de R$ 25 mil em espécie.

A polícia informou que a operação deve continuar para tentar identificar outros participantes da organização criminosa.

Comentários