Vizeu diz que levou golpe de empresário e entra na Justiça contra agentes

Negociado por cerca de R$ 20 milhões para a Itália, o atacante Vizeu não ficou com um centavo da transação. Que o atleta não receberia a maior parte do pagamento, ele já sabia, pois 60% eram do Flamengo e 30% de empresários. Mas o jogador esperava receber os 10% restantes no pacote. A surpresa, no entanto, veio após a finalização da venda: quando o atacante descobriu que os 10% que achava serem seus, estavam nas mãos de um de seus principais empresários, havia quase dois anos. 

Vizeu não acreditou quando encontrou em casa um documento que dizia exatamente isso: que ele havia cedido os direitos do restante de seu passe, por R$ 102 mil, para a empresa que administrava sua carreira, a Brazil Football LTDA. 

Um restante que passou a valer R$ 2 milhões com a venda para a Udinese e pelos quais o jogador está entrando na Justiça para tentar reconquistar. 

Essa história é contada por ele num processo aberto no último dia 9 contra a empresa, na 7ª Vara Cível da Barra da Tijuca, ao qual a reportagem teve acesso. 

O blog entrou em contato com os advogados da empresa, mas eles disseram que não iriam se pronunciar. 

Para entender 
Na inicial, Vizeu alega ter sido "ludibriado" pelo seu próprio agente que o teria enganado fazendo-o assinar a cessão de seus direitos em meio a diversos outros documentos. 

Comentários