Suíço é excluído do Campeonato Europeu após postagem racista contra franceses

Um vídeo postado logo após o título mundial de futebol da França, em julho, custou a ida do atleta suíço, Pascal Mancini, ao Campeonato Europeu de Atletismo, na próxima semana, em Berlim. Nesta quarta, a Federação Suíça anunciou que o velocista foi afastado por violar o código de conduta da entidade e não disputará o revezamento 4 x 100, prova na qual estava inscrito. O vídeo divulgado por Pascal mostrava vários macacos com a legenda "franceses e seus primos". Os Bleus foram campeões na Rússia com muitos negros descendentes de imigrantes na sua seleção.

- A Federação Suíça retirou a minha licença. Não posso competir mais. A mídia quer me destruir, impedindo que eu corra e interrompendo a minha carreira. Tudo isso só porque emiti minhas opiniões - escreveu o velocista de 29 anos em uma postagem mais recente.

Este é o segundo gancho na carreira de Pascal Mancini. Em 2012, ele foi reprovado em exame antidoping pelo uso da substância proibida nandrolona e acabou suspenso por dois anos. O suíço é especialista na prova dos 100m rasos.

Em nota, a Federação Suíça de Atletismo reforçou que a entidade acredita que "as transgressões do atleta não podem ser toleradas. O Campeonato Europeu de Atletismo começa na próxima segunda-feira e vai até o dia 12 de agosto, domingo.

Comentários