Baralho do Crime: 67% dos criminosos atuam em Salvador/RMS e 96% estão soltos

A capital baiana e cidades da Região Metropolitana de Salvador (RMS) são os locais de maior atuação dos criminosos mais procurados na Bahia. Segundo um levantamento feito pela reportagem do BNews com base nas informações divulgadas no Baralho do Crime, da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), cerca de 67% dos integrantes da ferramenta lúdica atuam em Salvador e municípios vizinhos. 

Dos 52 integrantes distribuídos nos quatro naipes do baralho, pelo menos 35 tem a capital e cidades da RMS como área de atuação, por diferentes crimes, a exemplo de homicídios, tráfico de drogas, latrocínio, roubo, estupro, entre outros. Do total de procurados, 29 têm Salvador como endereço e seis estão distribuídos entre Camaçari e Dias D'Ávila.
Os outros 17 criminosos procurados pela Justiça atuam em variadas regiões como Feira de Santana, Cruz das Almas, Barreiras, Gandu, Itabuna, Catu, Bom Jesus da Lapa, Guanambi, Itaparica e Vitória da Conquista. Somente em 2017, o Baralho do Crime já passou por três atualizações, com substituição ou inclusão de novas cartas. 
Entre os "destaques" está Jasiane Silva Teixeira, conhecida como Dona Maria. Única mulher que integra a ferramenta, ela é a "Rainha de Copas" e tem como área de atuação a cidade de Vitória da Conquista, no sul do estado. Em Salvador, além de nomes conhecidos da polícia, está Adriel Montenegro dos Santos, procurado pelo homicídio da ex-namorada, Andreza Victória Santana da Paixão, de 15 anos, em abril, no bairro de Itapuã.


Comentários