Adolescente morta em Salvador foi atingida por arma de uso da polícia; ex, filho de PM, é suspeito

A adolescente de 15 anos, Victória Paixão, morta a tiros no bairro de Itapuã, em Salvador, foi atingida por uma pistola .40, apontou a perícia do Departamento de Polícia Técnica (DPT) da capital baiana. Conforme a Polícia Civil, que divulgou a informação nesta terça-feira (25), a arma de fogo é de uso restrito das polícias Civil e Militar.

O suspeito de ter efetuado o disparo é o ex-namorado da adolescente, Adriel Montenegro dos Santos, de 21 anos, que é filho de um policial militar. Com um mandado de prisão temporária em aberto, expedido pela Justiça, Adriel é procurado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Ainda segundo a Polícia Civil, foi cumprido, na quinta-feira (20), um mandado de busca e apreensão na casa onde Adriel mora com o pai. O crime contra a jovem ocorreu em frente à residência do suspeito. No local, os agentes do DHPP descobriram que a gravação das imagens do sistema de monitoramento da casa do jovem foram apagadas. A polícia investiga se a gravação do equipamento foi danificada antes ou depois do dia 17 de abril, data da morte da estudante.
O caso está sendo investigado pela 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico), que divulgou a foto de Adriel. Quem o reconhecer pode passar informações através do Disque Denúncia, no telefone (071) 3235 - 0000. Segundo a polícia, o sigilo é garantido.

Comentários