Caixa Econômica abrirá no próximo sábado para saque de contas inativas do FGTS

A Superintendência da Caixa Econômica Federal (CEF) no Rio informou, nesta segunda-feira, que suas agências vão abrir no próximo sábado, dia 8, de 9h às 15h, para auxiliar consumidores no saque das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). De acordo com o banco, já está confirmado que serão atendidos clientes que queiram regularizar pendências, efetuar cadastros para futuros saques e outros atendimentos, incluindo saques dos trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro. A Caixa deve definir até esta terça-feira a lista com as agências que irão funcionar no sábado.

No próximo dia 10, começa o calendário para saques dos trabalhadores nascidos nos meses de março, abril e maio. A Caixa, no entanto, ainda não confirmou se irá adiantar o calendário por uma questão de sistema e tecnologia de liberação dos recursos. Em todos os meses de saque, até julho, o banco programou a abertura das agências para o primeiro sábado do calendário, mas em abril a data seria a mesma do feriado de Semana Santa.

Trabalhador vai precisar regularizar situação antes do saque
O trabalhador que possui uma conta inativa, mas que ainda aparece no sistema com ativa precisará fazer a regularização antes de efetuar o saque. A Caixa Econômica exige a apresentação da carteira de trabalho para os beneficiários de contas inativas que pretendem sacar mais de R$ 10 mil do FGTS. O diretor executivo do FGTS da Caixa, Valter Nunes, orienta, porém, que todos os trabalhadores apresentem o documento no atendimento do banco caso haja necessidade de solucionar erros no cadastro do trabalhador.

Três estados concentram 53% do total de trabalhadores
Os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais concentram 53,7% dos trabalhadores com direito ao saque do FGTS e somam mais de 64% do valor total. São Paulo alcança 33,2% do total de beneficiários e cerca de 45% do valor disponível para todo o país, seguido pelo Rio, com 9,46% em quantidade e 11,73% em valor. Minas possui 10,97% dos trabalhadores habilitados para saque e 7,49% do saldo. Esses números mantêm uma média em relação ao calendário e distribuição por estado em todo o período de saque.

Comentários