Condenados a 1 e 4 anos de prisão, réus do "Caso Paulista" são colocados em liberdade

Terminou por volta das 21h00 o júri relacionado ao assassinato do mototaxista Wilson Ferreira da Silva, mais conhecido como Paulista, morto em dezembro de 2012.

O réu Jonathan Santos foi condenado a apenas quatro anos de prisão por ocultação de cadáver e pelo sequestro da vítima. Márcia Paranhos e Gilsara Santos Pereira foram condenadas à um ano cada uma. Os três ficarão em liberdade, uma vez que já cumpriram a pena ao serem presos na época do crime.

Familiares da vítima deixaram o Fórum Ruy Barbosa abalados com o resultado.

Comentários