Envolvido em latrocínio de estudante na Barra se entrega

Geovane de Santana Rocha, de 21 anos, envolvido no latrocínio de Claudson Alberto Silva Júnior, 15, na quarta-feira (29), na Rua Tenente Pires Ferreira, Barra, deverá ser interrogado, nos próximos dias, pela delegada Carmem Dolores Bittencourt, que investiga o caso. Geovane apresentou-se à Justiça, na manhã desta quarta-feira (4), e já foi encaminhado ao Complexo Penitenciário da Mata Escura.

A delegada Carmem Dolores Bittencourt deverá oficiar ainda hoje a Vara de Execuções Penais e, assim, coletar o depoimento de Geovane, que será indiciado por latrocínio (roubo seguido de morte). “Espero ouvir a versão dele sobre as circunstâncias do crime para finalizar o inquérito”, explicou a delegada, acrescentando que um adolescente, já apreendido pelo crime, afirmou ter atirado na vítima a mando de Geovane.

De acordo com a delegada titular da 14ª Delegacia Territorial (DT/Barra), Geovane estava com um mandado de prisão preventiva em aberto, solicitado à Justiça por ela, no curso da investigação. O adolescente de 17 anos, que confessou ser o autor dos disparos que mataram estudante, já foi encaminhado ao Ministério Público (MP).

Uma equipe da 14ª DT esteve, no domingo (2), na casa de Geovane, no Campo da Pólvora, região central de Salvador, onde apreendeu o capacete e as roupas que ele aparece usando nas imagens do circuito de segurança que registraram o crime. Também encontraram placas de motocicleta e um cartucho de 38, já deflagrado. Todo material será encaminhado para a perícia.

Comentários