Fani reclama da falta de trabalho após ganhar 15kg: 'Cota para gordinha?'

Há dez anos vivendo da fama de ex-BBB, Fani Pacheco viu, pela primeira vez, a oferta de trabalho diminuir. A dona do bordão "Uh-hu, Nova Iguaçu" acredita que a falta de convites se deve ao fato de ela ter engordado 15kg. Fani constata que o mercado para modelo plus size é mais difícil e restrito do que ela pensava.

"Não tem pintado trabalhos. Aí eu fico pensando: é uma cota para gorda? Até existe uma procura muito grande para parcerias, mas todo mundo quer tudo de graça. Eu continuo sendo a Fani Pacheco, mas só porque eu estou gorda eu não valho o cachê?", reclamou.

Pensando atualmente 80kg, Fani lembra que sempre foi bastante requisitada para fazer presenças vips e campanhas na época em que estava sarada.

"Fiquei refém da mídia em relação a ter esse padrão de corpo, ser magra, sarada... Não sei com o tempo eu vou conseguir me estabelecer no mercado com o biotipo que eu estou. Estou falando de dinheiro, porque eu sou um produto e comercializo o meu produto. O meu produto sempre foi muito comercial. Ele era muito vendável financeiramente, e hoje em dia não está vendendo", constata.

Chuva de pretendentes
Sorte no jogo, azar no amor. Recém-solteira, após o fim do noivado com o médico Leandro Dias, Fani conta que está chovendo pretendentes.

"As cantadas triplicaram de uma forma absurda. É homem pedindo para namorar, chamando para sair... Ainda fui brincar num post para mandaram os seus currículos, e vários já mandaram. Morro de rir, mas, no momento, eu não quero isso".

Comentários