Moro aceita pedido de Palocci e ouvirá de novo Marcelo Odebrecht

O juiz Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, atendeu pedido feito pelo ex-ministro Antonio Palocci e determinou que sejam colhidos novos depoimentos de Marcelo Odebrecht, ex-presidente da Odebrecht e outros seis ex-diretores da companhia, todos delatores: Fernando Migliacio da Silva, Hilberto Mascarenhas, Luiz Eduardo da Rocha Soares, Marcelo Rodrigues, Olívio Rodrigues Júnior e Rogério Santos de Araújo.

Todos serão ouvidos no dia 5 de maio. O pedido foi feito em razão da divulgação, pelo Supremo Tribunal Federal (STF) da íntegra dos depoimentos prestados pelos ex-executivos da Odebrecht no acordo de delação premiada firmado com o Ministério Público Federal pela companhia.

Moro ressaltou que os depoimentos anteriores desses executivos no processo continuarão válidos e que as novas oitivas servirão apenas para eventuais perguntas adicionais geradas a partir dos depoimentos feitos por eles no acordo de delação premiada.

Em depoimentos, Marcelo Odebrecht acusou Palocci de ser o intermediário no recebimento de propinas pagas pela companhia ao PT em razão de ganhos com o esquema de corrupção investigado na Petrobras. O ex-ministro dos governos petistas de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff nega as acusações, mas, ao ser ouvido por Moro na semana passada, se colocou à disposição para colaborar com  as investigações e “falar sobre tudo” e entregar fatos “com nomes, endereços e operações de interesse da Lava Jato”.

Comentários