Ilhéus poderá ser o primeiro município da Bahia a regularizar creches indígenas

Para que as crianças indígenas de Olivença e da Comunidade de Itapoan, em Ilhéus, possam, finalmente, ser inseridas no Censo Escolar da Rede Municipal de Ensino é preciso que a Prefeitura Municipal regularize e reconheça as duas creches existentes nestas localidades.

Para tratar deste assunto, o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, esteve reunido hoje (31) com lideranças indígenas e a representante da Educação na Fundação Nacional do Índio (Funai) da Bahia, Márcia Senger. O encontro também contou com a presença da secretária municipal da Educação, Eliane Oliveira.

Segundo Márcia Senger, somente a partir deste reconhecimento oficial, as unidades poderão ser agraciadas com recursos do governo federal. “Nas aldeias indígenas do estado da Bahia não há nenhuma creche regularizada e o município de Ilhéus poderá ser o pioneiro deste reconhecimento”, afirmou.

A secretária Eliane Oliveira, salienta que a Prefeitura já atende, mesmo que informalmente, a necessidade de merenda escolar de uma das unidades em questão e disponibiliza recursos para o pagamento de aluguel do espaço físico.

Como a documentação das duas unidades já está em fase final de organização, depende agora de uma análise e do parecer do Conselho Municipal de Educação e da Secretaria Municipal de Administração.

O prefeito Mário Alexandre explicou que é interesse do município oficializar essa parceria e contribuir com a melhoria das condições sociais e educacionais das crianças indígenas residentes nestas localidades.

Comentários