‘Maio, mês da dança’ encerra temporada estimulando novas plateias no TMI

A secretaria municipal de Cultura (Secult) encerra nesta quarta-feira (31), às 19 horas, no Teatro Municipal de Ilhéus, a temporada do  ‘Maio, mês da dança’, mostrando ao público o dia-a-dia das academias e escolas de dança de Ilhéus, além de valorizar e divulgar esse importante segmento cultural da cidade. A Câmara Setorial de Dança, produtora do evento, destacou que desde o dia 3 deste mês, início do projeto, conseguiu alcançar seu objetivo que é estimular a formação de plateia, com o apoio da prefeitura.

Este ano, o ‘Maio, mês da dança’ contou com a participação de academias e grupos de dança convidados, a exemplo o Ballet Conexão, comandado por Ana Luísa; Kydance, dirigido por Rodrigo Macedo, a Associação Centro Cultunal de Ação Integrada (Aceai) e o grupo Dança do Ventre, sob a direção de AishaGaby. Cada academia teve um prazo de 15 minutos para fazer a performance corporal.

No Teatro Municipal se apresentaram a Estação da Dança, dirigida por Djalma Fernandes e Bianca Lavigne; o balé afro Dilazenze, gerido pelo mestre Ney; e o Stúdio E, mantido por Eliana Fonseca. Subiram ainda ao palco do teatro os jovens que integram diversas academias de dança, como a Dinâmica e Movimento, dirigida por Dulce Drummond; a escola Núcleo da Dança, sob a direção de Isabella Kruschewsky; a Arrisca, comandada por Érica Ócke, Rafaela Canabrava e Rosana Nascimento; e a Cia. de Dança SôanneMarry.
   
O produtor cultural e titular da Câmara Setorial de Dança, Djalma Fernandes, lembrou que “com a realização do projeto, buscamos a excelência na arte da dança e conseguimos valorizar o profissional a área que atua em Ilhéus”. Já Pawlo Cidade, gestor cultural, destacou que “é preciso ampliar os espaços permitindo que mais vitrines surjam a partir das iniciativas do teatro". Este ano, o evento contou com a produção do próprio movimento.

Histórico – O ‘Maio, mês da dança’ tem o objetivo de difundir a dança em suas diversas formas e estilos com a participação de vários grupos artísticos. O evento é considerado uma porta de troca de experiências das academias e companhias de dança e oportunidade para o público conhecer uma prévia das atividades de cada instituição.

Comentários