Ranking de público tem Libertadores na ponta e Primeira Liga na frente da Copa do Brasil

Com os clubes brasileiros encarando a disputa da Taça Libertadores como um dos objetivos prioritários da temporada, não só por conta do aspecto financeiro, como também pela possibilidade de aumentar a sua expressão internacional e disputar o Mundial de Clubes, é natural que a principal competição do continente atraia cada vez mais a atenção dos torcedores. Não é à toa que desde o início do ano até esta semana que antecede o início do Brasileiro, o torneio apresenta a melhor média de público pagante (28.611) entre todas as competições em andamento no futebol brasileiro. Vale lembrar que neste levantamento só são levadas em consideração as partidas realizadas em território nacional, independente do campeonato.

Dos quatro maiores públicos de 2017 envolvendo os 60 clubes das Séries A, B e C, três ocorreram em jogos da Libertadores, sempre com o Flamengo como mandante - contra Universidad Católica (54.555), San Lorenzo (54.052) e Atlético-PR (53.389). Todos só ficam atrás do Fla x Flu que decidiu o Carioca, quando 58.399 espectadores compareceram ao Maracanã para conferir a vitória por 2 a 1 que garantiu o título ao Rubro-Negro.

Na segunda posição aparece a Copa Sul-Americana (média de 17.490 pagantes por jogo), um torneio que até bem pouco tempo era encarado como prioridade geralmente a partir do momento que fosse a única oportunidade de título, ou então, que o clube não tivesse um propósito mais urgente como escapar do rebaixamento no Brasileiro. Esta postura começou a mudar a partir do momento que a Conmebol abriu mais uma vaga para a Libertadores ao campeão do torneio.

Prova disso é que na atual edição, clubes como por exemplo Corinthians, Fluminense, Cruzeiro e São Paulo, os dois últimos já eliminados, entraram em campo com suas formações consideradas titulares. Sendo assim, atraem bons públicos aos estádios, como nas partidas entre Flu e Liverpool (34.017), no Maracanã, e Corinthians e Universidad de Chile (22.661), na casa do Timão.

Coincidência ou não, as duas competições do futebol sul-americano são as únicas que apresentam médias de público pagante superiores a 10 mil espectadores entre todos os campeonatos do calendário nacional. O terceiro lugar é ocupado pelo Paulistão (9.768), estadual que mais atraiu torcedores no Brasil e que é considerado o mais disputado.

Na sequência aparece a Primeira Liga (6.833), campeonato que pode ser considerado uma surpresa entre os torneios com melhor média de público pagante, à frente até mesmo da Copa do Brasil (média de 6.621 por jogo)*, segunda competição mais importante do cenário nacional. Se no ano passado, quando foi implantado, o discurso de dirigentes e jogadores foi o de que a competição seria uma prioridade, atualmente a realidade é bem diferente, uma vez que muitos confrontos da primeira fase foram disputados com equipes mistas ou reservas.

Apesar de o nordestino ter a fama de ser fanático por futebol e frequentar os estádios em bom número, a Copa do Nordeste, competição que estimula a rivalidade regional, é apenas a sétima colocada no ranking, com 5.252 pagantes por jogo. Ainda assim supera todos os nove estaduais da região.

*Não está incluído o público pagante de Santa Cruz x Atlético-PR, pois a CBF não divulgou o borderô até a publicação desta matéria.

Comentários