Secretaria de Educação viabiliza melhores condições de estudo para alunos da rede

Com o objetivo de oferecer ao alunado da Rede Pública Municipal de Ensino melhores condições de aprendizado, onde o funcionamento adequado das escolas aliado a nova proposta pedagógica oferecem garantias à aquisição do conhecimento, a Secretaria Municipal de Educação (SEC) de Itabuna remanejou alunos de escolas que se encontravam em condições ruins. A medida seguiu o parecer do Conselho Municipal de Educação (CME) que, em 2016, observou nas escolas da rede algumas unidades em condições inadequadas.

De modo a não prejudicar os alunos com o deslocamento, a transferência de escolas se deu em unidades próximas umas das outras e que apresentavam melhores condições físicas. Segundo a secretária da Educação, Anorina Smith Lima, a determinação do CME estabeleceu o prazo de um ano para a SEC viabilizar uma solução que poderia ser o aluguel de um novo espaço, a construção de outra unidade escolar ou a realização de um remanejamento para uma escola próxima, que desse suporte necessário aos alunos.

A secretária conta que diante deste cenário, o remanejamento foi à solução que se apresentou viável e adequada. De acordo com Anorina, junto à inadequação estrutural foi observada uma baixa procura por matrículas, onde algumas turmas ficaram com apenas oito alunos. Para a ela, os dois fatores foram determinantes para a tomada de decisão. “Por conta dessas situações, atendendo a determinação do conselho, nós resolvemos transferir os alunos. Hoje eles estão bem, felizes, em algumas salas que possuem até ar condicionado, diferente da escola antiga onde as condições ruins estavam causando risco à saúde das crianças”, afirmou.

Escola Lúcia Oliveira
Sobre a retomada das aulas na Escola Municipal Lúcia Oliveira, a secretária informou que já foram realizadas as matrículas e que o espaço funcionará com o seguimento creche e educação infantil. Anorina conta que esteve na escola acompanhada de uma engenheira que identificou questões a serem trabalhadas. 

“A previsão era de que pudéssemos fazer uma reforma para reinaugurar na semana da cidade, mas essa previsão será revista. A escola é bonita, mas se encontra com muitos problemas a serem resolvidos. Esperamos concluir a reforma de modo mantê-la o mais original possível por ser uma escola tombada”, comenta.

Proposta Pedagógica
A secretária da Educação ressaltou que o ano é de muita expectativa em torno da nova proposta pedagógica que será utilizada na rede. Segundo Anorina, a proposta de ciclos que estava em uso há 14 anos apresentava péssimos resultados na rede, inclusive com avaliações negativas por parte de estudos feitos por especialistas e em 2018, o município irá utilizar a proposta de escolarização anual onde vai haver avaliação dos alunos com currículo definido o que não existia na proposta anterior. 

“Será trabalhoso, mas será muito mais dignificante aos alunos ter uma escola de mais qualidade e estamos contentes pela aceitação da rede que sabia que era necessário haver mudança na proposta pedagógica. A partir Iremos fazer audiência pública, tratar com o ministério público, realizar fóruns com os pais pra que eles possam entender melhor essa proposta. Com tudo isso, acho que dará certo pelo comprometimento dos professores e pela boa formação deles daremos um salto de qualidade na educação de Itabuna”

Comentários