Após polêmicas, comissão da CBF se reúne com árbitros por "alerta"

A Comissão de Arbitragem da CBF se reuniu na manhã desta quarta-feira com juízes e assistentes escalados para a 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, por videoconferência. O objetivo é alertar sobre necessidade de concentração, para diminuir erros durante as partidas.

– É uma reunião para alertar. Estamos verificando equívocos que não estavam acontecendo. É um alerta para que retomem a atenção e a concentração para que façam o melhor planejamento e estratégia de jogo. 

São orientações para que todos fiquem atentos. Estamos entrando numa fase da competição onde a atenção e concentração devem ser redobradas para o mínimo de erro possível – declarou Coronel Marinho, presidente da Comissão de Arbitragem, ao site oficial da CBF.

Na reunião, foram abordados temas como o uso adequado dos aparelhos de comunicação, agilidade na tomada de decisão, prioridades do assistente adicional e a decisão rápida em lances polêmicos. Além de Marinho, estiveram presentes Alício Pena Jr, vice-presidente da Comissão; Cláudio Vinícius Cerdeira, também integrante do grupo, e analistas de desempenho.

– O que rotula a arbitragem como má são os erros grosseiros. Esses erros saltam aos olhos. Vocês têm que levar a teoria para dentro de campo. Vocês têm qualidade e estão muito bem fisicamente. As regras devem ser cumpridas e não podemos dar espaço para as críticas que estamos recebendo. Queremos erro zero – pediu Cerdeira.

Na última rodada, um erro na partida entre Corinthians e Flamengo aumentou a pressão sobre os árbitros do Brasileirão. Um impedimento não marcado de três metros, que anulou o gol do time paulista, acarretou no afastamento de Pablo Almeida da Costa, assistente que errou no lance.

Comentários