Jornalistas são presos por "foto imoral" de namorada de Khedira


Três jornalistas da Tunísia foram detidos pelas autoridades do país africano depois de publicar uma foto da namorada do volante Sami Khedira, do Real Madrid, considerada "imoral", no jornal Attounissia. A imagem mostraria quase nua a modelo alemã Lena Gercke, parceira de Khedira desde o ano passado - o jogador nasceu na Alemanha, mas tem pai tunisiano.

A Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) identificou os profissionais presos como Nasreddine Ben Saida, diretor do jornal; Habib Guizani, redator-chefe da redação; e Hedi Hidhri, repórter. O ministério da Justiça da Tunísia confirmou que o trio aguarda por novas investigações, segundo o diário espanhol As.

O presidente da FIJ, Jim Boumelha, lamentou o ocorrido e disse que o episódio mostra que na Tunísia "forças se opõem à chegada de um jornalismo independente". Boumelha ainda declarou que considera "infundadas" as acusações contra os jornalistas.

Já o Sindicato Nacional de Jornalistas Tunisianos (SNJT) disse que houve abuso de poder por parte das autoridades que efetuaram as prisões, já que delitos de imprensa não são julgados conforme o código penal.

Comentários